quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Aos que conheço de varias vidas passadas...

De sorrisos e reencontros reage minha alegria, reencontros entre boas almas desconhecidas nessa vida até então, mas velhas amigas em outras passadas.
Emociona-me o laço que entre elas se aperta quando se revêem, como crianças apaixonadas pelo que as une e enquanto o mundo gira ele nos observa ao seu redor, onde o tempo parece esperar mais tempo para que as duas almas novamente matem saudades.
O que me surpreende é o acaso que as pode separar e ainda não tenha desistido por não conseguir jamáis. O vento que leva a flor traz de volta a semente do recomeço. O Cheiro de terra molhada!
O mundo conspira a nosso favor. que apesar de tantos erros e desacertos ainda olhamos pra um grão de areia, fechamos os olhos para sentir a chuva, abrimos os braços quando o vento chama, nos calamos para o por-do-sol... a cores.
Como filhos da natureza amamos nossos irmãos. Bons filhos que para mãe pedem a benção.
As crianças em nós ainda sorriem ao lembrar de todas as outras vidas que se reencontraram... velhas amigas.
Dê um nome pra essa sensação que você me passa... vai ser o que você escolher, em você eu confio.

3 comentários: